02 outubro, 2008

Reforma Ortográfica

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta segunda-feira (29/setembro) o decreto que estabelece a reforma ortográfica. A reforma da ortografia pretende unificar o idioma nos países que falam português: Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, Brasil e Portugal.


O que muda?

A incorporação do "k", do "w" e do "y" ao alfabeto. O número de letras passa de 23 para 26.

O trema deixa de existir.

Os acentos diferenciais serão suprimidos. Acentos como o de “pára”, do verbo parar, o de "pêlo", etc

Os acentos agudos de ditongos abertos "ei" e "oi" não serão mais usados. Idéia será ideia.

Desaparece o acento circunflexo de palavras de duplo "o" e duplo "e". “Vôo” será voo e “crêem” será creem.

O hífen desaparece quando o segundo elemento da palavra for “r” ou “s”. Palavras como contra-regra ficará contrarregra.

Fonte: Jornal Hoje

3 comentários:

Rozilene disse...

oi passei para diser que este assunto é muito importante
beijos.

Rozilene disse...

oi passei para diser que este assunto é muito importante
beijos.

nilso disse...

Gostei da reforma ortográfica que você colocou em seu comentário. Eu penso que será um problemão até atualisar tudo dentro da nova reforma. Achei interessante esse comentário porque isso tem que ficar a vista de todos e você lembrou muito bem em por em seu blog.


Nilso Bedin